CANHOTA 10

O dia em que o Noroeste sapecou 7×0 no Linense

Relembre o texto publicado no Canhota em 16 de julho de 2010 – para lançar um astral positivo ao Norusca, que jogará em Lins

Máquina do tempo existe, sim. Basta não ser alérgico e folhear jornal antigo, revista velha. Foi o que fiz. Rumei para o Museu Histórico Municipal de Bauru e fiz uma deliciosa viagem pelo seu acervo de imprensa. Aproveito para fazer um apelo à Secretaria de Cultura: instale circuito de câmeras lá. Há imbecis cortando pedaços daquelas relíquias! O texto que reproduzo abaixo data de 1957, quando o Noroeste enfrentou o Linense, em Lins, pelo Campeonato Paulista daquele ano (no chamado Torneio de Classificação) no dia 7, domingo. O Elefante era o lanterna e o Norusca, que vinha em má fase, atropelou. O jornal Diário de Bauru não circulava na segunda. Mas, na terça, dia 9, foi publicado o relato completo do enviado a Lins, o jovem repórter Nilson Costa (anos depois prefeito de Bauru). Foi mantida a grafia da época.

– – – –

(Diário de Bauru, 9 de julho de 1957)

Surpresa!

ESMAGADO O LINENSE EM SUA PRÓPRIA “CANCHA” POR SETE A ZERO

Reportagem de Nilson COSTA, da ACEB*

Coube ao E.C. Noroeste oferecer a maior surpresa da rodada de domingo, no turno de classificação do campeonato paulista de futebol. Contrariando todos os prognósticos, compareceu o “onze” bauruense no estádio do “Elefante da Noroeste” e esmagou o C.A. Linense por uma contagem que não admite contestações. Sete vezes foi a bola endereçada ao fundo das rêdes de Nenê, em apenas 60 minutos de jogo, e daí por diante o vencedor se desinteressou completamente do placarde. Foi uma jornada extraordinária dos pupilos de Renganeschi. Salvo os primeiros minutos de jogo, quando o Linense teve forças para pressionar com algum perigo contra a meta de Julião, existiu somente uma equipe no gramado: a do E.C. Noroeste. Completamente batido no terreno, dominado e “bailado”, o quadro de Frangão nada poderia fazer senão curvar-se ao antagonista, tentando apenas evitar dilatação maior no marcador.

SEGREDOS DO TRIUNFO

Em linhas gerais o altissonante triunfo noroestino pode ser explicado da seguinte forma: deslocações constantes, tática diferente, bom gramado e um campo de vastas dimensões. O ataque, desta feita, soube confundir a defesa contrária. Nivaldo e Ismar revezavam de posição, Wilson chamava os zagueiros para o centro de campo e as brechas se sucediam na defesa, propiciando incursões objetivas por parte de Valeriano, Nestor, Ismar e Nivaldo.

A tática noroestina, domingo último, sofreu também modificações. Gaspar exerceu a função de sexto atacante, permanecendo atrás o médio Fernando. Quando Gaspar se aproximava da área do Linense, cabia a Nestor e Fernando guarnecer o meio do campo. Esse sistema deu amplos resultados.

(…)

ATUAÇÃO DAS EQUIPES

O “onze” noroestino atuou de forma uniforme. Nenhum homem comprometeu o trabalho do conjunto e todos tiveram influência decisiva na construção do placarde de 7 a 0. O Linense teve em Nenê (sem culpa nos gôls), Odorico, Zé Carlos e Alemão as únicas figuras que conseguiram fugir da mediocridade do conjunto.

Nenhuma observação quanto à disciplina, que esteve muito bôa dentro e fora do gramado.

PORMENORES DO ENCONTRO

LOCAL: Campo do C.A. Linense

Contagem do 1º tempo: 3 a 0 (Ismar, Valeriano e Nestor)

Contagem final: 7 a 0 (Valeriano, Nivaldo, Ismar e Ismar de penal)

QUADROS: o NOROESTE com Julião, Pedro e Tomazi; Fernando, Gaspar e Pierre; Nivaldo, Valeriano, Wilson, Nestor e Ismar. O LINENSE: Nenê, Aldo e Odorico; Finca, Zé Carlos e Nelson; Pedrina, Moreno, Frangão, Alemão e Lelé.

Juiz: Elias Assad Simão (regular)

Renda: Cr$ 37.985

EM LINS, TRAVES REDONDAS TAMBEM

Em Lins, o C.A. Linense tambem atendeu a instrução da F.P.F., dotando seu estádio com traves redondas, inauguradas domingo último por ocasião do jogo entre Noroeste e o clube local. Como se vê, é mais uma agremiação a atender os reclamos da F.P.F, modernizando sua cancha.

*Nota:  ACEB é a extinta Associação dos Cronistas Esportivos de Bauru

Comentários

  1. Diogo Ghosn Inácio disse:

    Que relíquia! Pena que é impossível imaginar o time atual fazendo o mesmo! Um a zerinho lá já tá ótimo, porque além de ser vital para o Norusca (principalmente sendo confronto direto), ainda manda o Linense mais perto da Segundona!!!

    AVANTE NOROESTE, CHEGOU A HORA DA CAMISA CENTENÁRIA BRILHAR!!!