CANHOTA 10

Noroeste, novo elenco Copa Paulista (5): Marco Túlio

As novidades seguem pintando em Alfredo de Castilho. Depois do entra e sai de treinadores nas categorias de base, mais jogadores foram dispensados (o lateral-direito Jonattan, o meia Coty e o atacante Vitor Hugo). E chegou mais um reforço, o meia Marco Túlio, de 32 anos.

Com extenso currículo em centros menores exterior, o atelta deve ter experimentado todo tipo de estilo de jogo, levado muita canelada e aprimorado seu estilo. É mais um nome experiente para conduzir a molecada.

Marco Túlio começou na base do Cruzeiro e passou pela Portuguesa antes de ir parar no Japão, onde de fato se profissionalizou, em 2000. Voltou ao Brasil no ano seguinte, para jogar no Paulista de Jundiaí por três temporadas. Depois, Atlético Sorocaba, Gama e Bragantino e uma nova sequência europeia, interrompida apenas por breve passagem pelo Uberlândia, em 2010.

A lista de países em que o meia atuou impressiona: Bolívia, Kwait, Grécia, Bulgária, Azerbaijão, Malásia e Malta, onde esteve por último.

Pelo que espiei no YouTube, é um canhoto habilidoso, que deverá ser o condutor da ofensiva alvirrubra. É homem de bola parada e lançamentos. Gosto desse estilo de jogo, cadenciado. Tomara que se encaixe no Noroeste. Confira:

Arrumando a casa
O gestor Fabiano Larangeira chegou mesmo chacoalhando a estrutura alvirrubra. Instisto e que temo por um inchaço, se bem que não se falou mais em diretores e supervisores. A ideia de ter um coordenador da base, como havia em outros tempos, é válida. Melhor ainda a de contratar um auxiliar técnico que seja fixo, mesmo que o treinador saia. Mantém-se, assim, um padrão de jogo, uma identidade.

São tantas novidades que não se tem falado em salários. Que pinguem nos bolsos e a calmaria se instale de vez.