CANHOTA 10

Nem Ucrânia, nem Alemanha: Diego vai para a Coreia do Sul

Atacante será emprestado ao Swon Samsung Bluewings

Só falta a aprovação no exame médico para acabar a novela da saída do atacante Diego. O cabeludo já voou para a Coreia do Sul, segundo a assessoria de imprensa do Noroeste, para ser examinado e assinar contrato com o Swon Samsung Bluewings – atualmente oitavo colocado da K-League, após 18 rodadas. O rodado centroavante Marcel (ex-Vasco, Santos, Grêmio, São Paulo, Cruzeiro, etc…) é o brasileiro do elenco do Bluewings.

Diego será emprestado até dezembro deste ano e o clube coreano tem a prioridade na compra. Se não seguir por lá, o atacante volta para a disputa da Série A-2, pois tem contrato até o final de 2013.

O negócio foi fechado depois que não evoluíram as conversas com o Shakhtar Donetsk da Ucrânia – que o texto do Noroeste cita como “um clube do Leste Europeu” em que o jogador fez testes, mas o Canhota 10 provou ser o time de Dentinho (foto abaixo). A possível ida para um clube alemão, provavelmente o Munique 1860, não foi blefe, nem especulação. Antes de retornar da Áustria, onde o Shakhtar fazia pré-temporada, Diego esteve na Alemanha com seu agente. A ideia dos ucranianos era comprar Diego e emprestá-lo a outro clube – na mira, os alemães – pois há brasileiros demais no elenco, a maioria atacantes. Como o Shakhtar não deu certo, a terra de Beckenbauer deixou de ser o destino do cabeludo.

Juntando as peças, a reviravolta se deu quando o Shakhtar resolveu contratar Diego por empréstimo e não mais comprá-lo, segundo o Noroeste, que julgou um ano muito tempo. Pode ser um despiste do clube, caso o jogador não tenha agradado no período em que esteve lá. Ou não. O certo é que a realidade, agora, é o Swuon Bluewings. De qualquer forma, é uma nova realidade do clube: é a segunda transação internacional do Norusca em 2011 – o zagueiro Halisson foi emprestado ao Targus Mures, da Romênia.