CANHOTA 10

Conheça o Barueri, adversário do Norusca

Time tem um ano de vida e médias de público e renda seis vezes maiores que as do Noroeste

Um time com bom relacionamento com a prefeitura, jogando em um estádio moderno, aconchegante, e que leva em média, nesta Copa Paulista, 2.600 pagantes!!! – renda por jogo como mandante na casa de R$ 15 mil. Infelizmente, não é o Noroeste. É o caçula Sport Club Barueri, que estreou este ano no futebol profissional, adversário do Alvirrubro neste sábado (25/9), no Alfredão, às 19h.

O Norusca, com 100 anos de vida, levou na primeira fase, em média, 430 torcedores ao Alfredão (renda por jogo de R$ 2,5 mil) – os resultados são mesmo o termômetro do humor do torcedor: na estreia, foram 855 e o número foi caindo até os 190 do último domingo.

Voltando ao Baureri. Um grupo de pessoas ligadas à prefeitura e empresários da cidade, que perdeu a queda de braço com os investidores do Grêmio Recreativo Barueri (que se tornou Grêmio Prudente), resolveu fundar um time para preencher a lacuna de uma torcida que se acostumara a frequentar a Arena Baureri – média de 3,6 mil por partida no Brasileirão 2009.

O time começaria de baixo, na Segundona (quarta divisão estadual), mas comprou o espólio do Campinas (time fundado na década passada pelos ex-atacantes Edmar e Careca), o que incluía a vaga na Série A3. Quase caiu, mas a 12ª posição garantiu o novo clube nessa divisão em 2011.

Na Copa Paulista, uma boa campanha na primeira fase. Segundo lugar em seu grupo, com 57,1% de aproveitamento (7V, 3E, 4D – todas as derrotas fora de casa). A intenção do treinador André Oliveira é formar a base do time do ano que vem, mas seus jovens têm mostrado que, enquanto puderem, irão avançar. Não será jogo fácil para o Norusca.

O time base do Barueri na primeira fase: Camilo; Diogo, Borges, Tabarana e Carlão; Tiaguinho, Mendes, André e Everton; Geninho e Wanderson. Geninho é o artilheiro do time, com sete gols – olho nele.

O trio de arbitragem para a partida deste sábado: Alexandre Luis Gonçalves (série Prata no ranking da FPF), assistido por Alexandre Basilio Vasconcellos e Carlos Alberto Funari (ambos série Ouro).