FIB Futsal perde para AABB e se despede da temporada 2016

retranca-FIBEra uma tarefa díficil. Depois de perder em casa, a missão da Associação Atlética FIB era vencer duas vezes (no tempo normal e na prorrogação) a AABB, em São Paulo. Mas o time da capital venceu novamente, por 5 a 2, e se classificou para a semifinal da Copa Paulista. Dessa forma, e equipe bauruense se despede da temporada 2016.

Foi uma partida franca, ambas as equipes finalizaram 36 vezes, mas os paulistanos com mais eficiência. Com a necessidade de vencer, a Laranja Mecânica teve postura ofensiva, deu muito trabalho ao goleiro Bagé, mas acabou se expondo aos contra-ataques dos donos da casa.

Encurtando o tempo de recuperação após fratura na mão esquerda, o goleiro Pedro voltou ao time, mas a FIB ainda contou com os desfalques do ala Taquá e do pivô Pedro, ambos com lesão no joelho.

Renato abriu o placar para a AABB e Thiago Gouvea ampliou. Misael descontou ainda no primeira tempo, mas sofreu mais dois gols (John e Marinho), o que dificultou a reação. Victor fez mais um para a FIB, mas Daniel selou o placar.

Agora é o momento de fazer um balanço da temporada e planejar um 2017 mais encorpado, pensando não só em mais patrocinadores, mas mirando leis de incentivo. E saber até que ponto a movimentação política ao redor de nomes da diretoria fibeana — especulados para assumir a Semel — vai ajudar ou atrapalhar.

ABRE ASPAS

“Sabíamos da complicação do jogo, mas nosso time teve muita luta, muito treinamento. O elenco diminuiu muito e ficou um grupo novo. Mas o positivo disso é o bom campeonato que a gente fez, o que fizemos até aqui e vamos trabalhar forte para o próximo ano. Desde o começo do ano fomos melhores mais fora de casa, isso foi uma falha nossa”, avaliou o ala Misael ao repórter Chico José (Auri-Verde/Jornada Esportiva).

“Não faltou luta. Mas a AABB marcou muito bem, aqui e lá em Bauru. Hoje não era nosso dia. Criamos, tentamos fazer gol de todo jeito… Parabéns para nossa equipe, que é muito jovem, e a luta segue”, comentou o pivô Will.

“A gente sai triste, mas tivemos alguns bons momentos na partida. Tivemos que ir com uma postura ofensiva e proporcionamos contra-ataques. Dentro das limitações, os meninos se empenharam ao máximo. Agora vamos sentar com a diretoria para ver o saldo da temporada e pensar na montagem do elenco. Queremos montar uma equipe mais competitiva do que foi este ano, para alçarmos voos maiores”, disse o técnico Everton Alemão Carvalho.

 

Foto: Divulgação