CANHOTA 10

Boa Esporte: esquema tático decifrado

Confira como jogo o time de Nedo Xavier na Série B

Na coluna de estreia do Canhota 10 no caderno Mais Esporte, do jornal ituiutabano Mais Notícia, descrevi em detalhes o esquema táticos do Boa. Isso depois de assistir com atenção a ótima vitória do Tricolor sobre o Sport Recife. Já previa que Marinho Donizete ser firmaria como titular, mas errei no parceiro de zaga de Thiago Carvalho – Pablo levou a melhor sobre Marcelinho. E a baixa é o bom lateral-direito Jackson, que fraturou a clavícula e ficará quase dois meses fora. Em seu lugar, Nedo aposta no polivalente Carlos Cesar, que apareceu no Guarani como meia-atacante. O Boa encara a Ponte Preta, em Varginha, na noite desta terça (16/8), pela 17ª rodada da Série B. Confira o desenho tático da Coruja:

No desenho acima, substituir Jackson (titular, contundido) por Carlos Cesar; e Marcelinho deu lugar a Pablo na zaga.

O esquema acima é o do time ideal do Boa. Os laterais são o desafogo ofensivo da equipe. Mas a grande qualidade do Tricolor está no trio e volantes. Além de permitirem o avanço dos laterais, revezam subidas ao ataque — sempre que o time avança, pelo menos um deles se aproxima dos atacantes —, principalmente Moisés, bom driblador e elemento surpresa para ajudar Carlos Magno na armação. O camisa 10 se desdobra na articulação das jogadas, está sempre onde a bola está. Além do apoio de Moisés, Magno conta com a movimentação constante de Waldison, que cai pelos dois lados do campo, dando opção de passe. Já Jheimy é o típico homem de área.