CANHOTA 10

Coluna Papo de Futebol da semana

Para quem não leu na edição de ontem (14/3), do Bom Dia Bauru, aí vai o texto da Coluna Papo de Futebol desta semana:

Uma Ponte no meio do caminho

A história se repetiu mais uma vez. O Noroeste começou melhor a partida contra o Linense. Pressionou, mas não balançou a rede. O que eu chamava de produção ofensiva nas rodadas iniciais (sete gols nos quatro primeiros jogos) se transformou em chutes sem rumo ou defendidos na maioria das jornadas seguintes. Zé Carlos, que cansou de perder chances em Lins, é o maior exemplo. Sua finalização de chapa, com o gol aberto, aos 33 do primeiro tempo (ainda 0 a 0), mostrou a tranquilidade de um atacante de time grande. Coisa que ele não é – e deveria ter imprimido força a seu chute, sem frescura.
Minutos depois, foi o que o Elefante fez. Nas poucas vezes em que chegou, arrematou com vontade de sobreviver na elite. Leandro Love carimbou a trave. Minutos depois, Éder abriu o placar estufando as redes.
Como já disse também nesse espaço, resultados derrubam argumentos. Para mim, o Norusca não caía. Já não posso ser tão taxativo nessa opinião, apesar de ainda ver uma luz fraquinha no fim do túnel. O curioso é que, tivesse forças para segurar as vitórias diante de Mirassol e Palmeiras, estaria perto do G8. Mas forças faltam ao Alvirrubro no segundo tempo, já está mais do que comprovado.

Próximos sufocos
Coincidentemente, os dois próximos adversários do Noroeste se enfrentaram nessa 13ª rodada. Ponte Preta e Grêmio Prudente empataram. Enquanto a Macaca está no G8, os prudentinos estão na lanterna. E a partida foi em Campinas… Se futebol tivesse lógica, logo concluiria que a Ponte não assusta tanto assim. Mas esse mesmo time derrotou há pouco dias o Corinthians, no Pacaembu. E diante da fraca campanha alvirrubra, não irá se intimidar no Alfredo de Castilho. Empatar com os campineiros será uma catástrofe e um passo quase irreversível rumo à Série A2.

Últimas chances
A permanência do Noroeste na Série A1 depende, necessariamente, de duas vitórias seguidas em casa. Ponte Preta, no próximo sábado (19/3, às 16h), e Grêmio Prudente, dia 23, às 19h30. Sei que é um pedido difícil, torcedor alvirrubro, mas reserve essas datas e horários para ir ao Alfredão. Pelo clube centenário, pela tradicional camisa. Guarde as vaias para o apito final – na derrota ou na vitória.

Protestos
Na contramão desse apelo, torcedores noroestinos cogitam ficar na porta do estádio e boicotar a próxima partida. Embora discorde, considero uma forma legítima de protesto. Aliás, é comum a galera alvirrubra se manifestar pacificamente nos portões do Alfredão. Virtualmente, as opiniões fervilham no mural do site da organizada Sangue Rubro. A maioria quer a família Garcia fora do clube. Reconhecem seus feitos, mas acham que já deu. Não se importam com o argumento financeiro – que sem Damião o clube não sobrevive –, pois estarão com o Norusca em que divisão estiver.

Fabuloso
A melhor notícia da última semana foi a contratação de Luís Fabiano pelo São Paulo. Irá se encaixar perfeitamente em um trio ofensivo com Lucas e Dagoberto. Aliás, Dagoberto se reinventa sempre no Tricolor, entre tantas críticas. A volta de Ganso ao Santos também deve ser muito comemorada por todos os que gostam de futebol. A camisa 10 da Seleção volta a ter dono.

Adriano
O Imperador está com status de mico, imprestável. Quem apostar nele parecerá estar blefando, mas que ninguém duvide das próximas cartadas desse grande centroavante.