CANHOTA 10

Coluna da semana comprova laboratório noroestino e fala com DeAndre Coleman

Texto publicado na edição de 23de julho de 2012 no jornal BOM DIA Bauru comprova que o laboratório ainda existe pelos lados de Alfredo de Castilho; e a coluna também falou com DeAndre Coleman, reforço do Bauru Basket.

Laboratório alvirrubro

Apesar de o Noroeste ter apagado a palavra laboratório de seu vocabulário, os números comprovam que muitos jogadores estão sim sendo observados. São 28 atletas no elenco da Copa Paulista (sem contar o zagueiro Alan, que se contundiu ainda fazendo testes e o clube assinou contrato para ampará-lo). Desses, apenas 12 têm contrato para disputar Série A-2 de 2013 – os outros 16, isto é, mais da metade, estão com compromisso até 31 de dezembro de 2012. Aprofundando-se mais nesses dados, chega-se fácil ao laboratório.

São dez reforços. Cinco deles serão testados até o fim do ano: os zagueiros Daniel Miller e Samuel, o volante Johnnattan, o meia Lauro César e o centroavante Fernando Russi (esse último já mostrou qualidade, mas está emprestado pelo Ituano e fica a dúvida: se arrebentar na Copinha, vão pegá-lo de volta?). Outros cinco já chegaram com moral, com contrato até maio de 2013: o goleiro Walter, o zagueiro Lima e o lateral Ralph são titulares, o meia Cesinha acaba de chegar com status de substituto de Juninho e o atacante Diogo foi classificado como “sonho antigo” do técnico Amauri Knevitz.

Há nove remanescentes que haviam sido contratados para a Série A-2 deste ano e somente três deles estão garantidos para o ano que vem (o lateral Bira, o zagueiro Neto e o meia Velicka). O goleiro William Menezes, o zagueiro Hélio, os volantes Kasado e Léo Nascimento, o meia Leandro Oliveira e o atacante Roberto assinaram até dezembro e terão que mostrar serviço.

Por fim, outros nove atletas já estavam no Norusca em temporadas anteriores, mas somente quatro deles têm contrato mais longo (o goleiro Nicolas, o lateral Mizael e os meias Nathan e Romarinho). Terão que sentar no fim do semestre para renovar (ou dizer adeus ao clube) o goleiro Yuri, o zagueiro Magrão, os apoiadores Giovanni e Juninho e o atacante Daniel Grando.

Concordo com a afirmação de Knevitz: a Série A-2 de 2013 já começou. Afinal, o clube trouxe jogadores já pensando na competição, inclusive com contratos firmados até lá. Mas até por pensar lá na frente, é preciso experimentar agora, errar agora (acertar também, tomara) para chegar em janeiro com uma boa base. E por isso outros tantos terão que convencer o treinador. Podem não chamar de laboratório, mas há em Alfredo de Castilho todos os ingredientes de uma experimentação.

Base subaproveitada
Não há nada de errado em experimentar e dessa vez o Noroeste, em relação a anos anteriores, tem uma base forte, um elenco já entrosado e o mesmo treinador. Entretanto, é preciso lamentar que o clube tenha abdicado de apostar nos garotos. Há pelo menos 18 atletas do time sub-20 à disposição de Knevitz, mas dificilmente entrarão em campo. No plantel principal, há apenas três garotos hoje (Mizael, Nathan e Romarinho).

Esse posicionamento resulta em desperdício: os contratos do goleiro Weliquem e do volante Leonardo vencem dia 1º de agosto e não serão renovados. Com a idade estourada e a falta de chance no profissional, vão buscar oportunidade em outros clubes. “Só tenho a agradecer ao Noroeste. Cinco anos não são cinco meses. É um clube que amo e vou levar sempre comigo. Fiz muitos amigos aqui, é uma pena não ter agradado todo mundo”, disse Weliquem à coluna.

Os compromissos do zagueiro Ruggieri e do atacante Vitor Hugo vencerão em dezembro. E aí? Se não terão oportunidade de serem testados, como provar ao clube que poderão atuar no time de cima? Eles já estão com 20 anos, é agora ou nunca…

Papo de basquete
Último reforço anunciado pelo Paschoalotto/Bauru, o pivô norte-americano DeAndre Coleman deve chegar nos próximos dias. O jogador é de Atlanta, a exemplo de John Thomas, outro reforço – que já está treinando com o elenco. Falei brevemente com ele, que está animado por ter um amigo por perto. “Quando soube que o John estaria no meu time, fiquei aliviado. Ele é um grande jogador e como companheiros poderemos ir muito bem no campeonato!”, contou.