CANHOTA 10

Pior do que está, fica: basquete sem ginásio

Um dia depois de repercutir a entrevista de Guerrinha na TV Preve, afirmando a possibilidade de Bauru perder seu time de basquete – por falta de apoio público e privado – vem outra pancada. A Associação Luso Brasileira recebeu vultosa proposta para vender sua sede social, isto é, o time fica sem ginásio para receber seus jogos.

Para você entender melhor o caso, antes de o Canhota 10 opinar, reproduzo depoimento do colega Thiago Navarro, do Jornada Esportiva, que soube em primeira mão dessa iminente venda, numa espécie de desabafo de Guerrinha na tarde de ontem (13/10).

Conversei ontem com o Guerrinha sobre essa questão dos patrocínios, ele explicou que o presidente [Pedro Poli, da Itabom] quer receber mais apoio de Bauru, gostaria que entrasse uma cota master. Ele reclamou da demora em Bauru aprovar uma Lei de Incentivo ao Esporte, coisa que tem de ser feita até novembro se a cidade quiser usar isso já em 2011. Ele disse que o projeto está pronto, é só a Câmara Municipal votar.

A questão do ginásio ele disse que é paralela a tudo isso, e que este é o grande problema que o Bauru Basket tem hoje, porque a Luso só está garantida até maio de 2011. E realmente a chance de a Luso ser vendida é muito grande, a proposta pelo prédio ultrapassa a casa dos R$ 15 milhões, então a verdade é que Bauru estará sem ginásio a partir do meio do ano que vem.

O Guerra disse que o projeto continuará de alguma forma, ele quer que seja em Bauru, mas, se não tiver ginásio, ele disse que não há problema legal em ir para outra cidade (a LNB permite, por ser franquia). A gente sabe que a construção de um poliesportivo demoraria pelo menos uns dois anos. A única solução imediata é a Panela de Pressão.

Foi um desabafo do Guerrinha para mim e o para o Wagner Teodoro (do JC), que também estava no treino de ontem. Ele pediu o apoio da imprensa, disse que agora é hora da imprensa bauruense levar tudo isso à Prefeitura, porque quem vai perder é a cidade se o time acabar ou sair daqui.

Aproveitando o assunto basquete, segundo o site Basket Brasil, o ala Eddy realmente aceitou a proposta do Vitória Basquete (antigo Saldanha da Gama) e deixou o Bauru. O Júlio Toledo também deve sair. Leia também o texto de Thiago no Webesportiva.

No meio da tarde, a 94FM apurou que o grupo empresarial interessado na sede social da Luso é a Iguatemi Empresa de Shopping Centers S.A. – mais um shopping (há dois novos anunciados na cidade)?! O negócio depende da aprovação dos conselhos deliberativo e fiscal, além de uma assembleia geral entre os associados. Como a dívida do clube é pequena, o fato de parte do dinheiro ser investida em melhorias da sede de campo aumenta a chance de aprovação.

Dessa forma, Bauru não terá onde jogar em 2011. Os ginásios da USP, do Santa Luzia e o Duduzão (FIB) são acanhados para a missão. O retorno à Panela de Pressão, apenas com muita boa vontade de ambas as partes – Prefeitura e Noroeste – e a reforma teria que começar ontem, tamanho o estado de abandono.

No que depender do Canhota 10, o espaço está escancarado para sensibilizar a iniciativa privada e, sobretudo, como enfatizou Rafael Antônio na transmissão de hoje (14/10) de Bauru 102 x 86 Franca (lanche Bob’s para a galera!), o poder público (“Hora de arregaçar as mangas!”) para evitar que esse time, propagador do nome de Bauru, escorra pelas mãos.

Em entrevista a Thiago Navarro, depois do show do Itabom/Bauru em quadra – um time de primeira – Guerrinha contou que vai à próxima sessão da Câmara cobrar os vereadores a respeito do ginásio poliesportivo. Sobre a Panela, acha que é a primeira (e urgente) etapa. “Falta boa vontade de muita gente. É bom para o Noroeste ter um espaço ocioso? Esta semana vou procurar o deputado Pedro Tobias. O Rodrigo ganhou a eleição apoiado no PAC, na proximidade com o PT, com a vice Estela. Esse dinheiro existe, temos que buscar. Quem corre atrás, consegue, com a ajuda de vocês [imprensa] vamos conseguir”. Conte conosco, Guerrinha.

Atualizado em 15/10, às 9h27: o repórter Bruno Mestrinelli, do jornal Bom Dia, falou com conselheiros da Luso (leia aqui) e apurou que a proposta já foi aprovada no Deliberativo e no Fiscal, faltando apenas o parecer dos associados. A empresa compradora não foi divulgada oficialmente.

Às 10h29: a assessoria de imprensa do Bauru Basket alertou que Eddy segue no time, enquanto estuda a proposta do Vitória Basquete. De fato, ele atuou na partida contra Franca. Júlio Toledo não saiu do banco…

(Dias depois, é confirmada a saída de Eddy)
(Não foi o grupo Iguatemi quem comprou a Luso)

Comentários

  1. Pietro disse:

    Eu nao me conformo, uma cidade tao grande igual Bauru, nao ter um ginasio poli-esportivo ! isso é vergonhoso, bom da pra planejar um gonasio nos proximos anos, enquanto isso podem trabalhar traquilamente na Panela, é bom pro Noroeste e pra Bauru, acho que é falta de vontade desse prefeitura nao é possivel,…… o jeito é observar e ver no que vai… tomara que de tudo certo !

  2. alessandro disse:

    cade que iam arrumar a panela de pressão …
    não espero nada desse secretario de esporte de bauru mesmo ..

  3. KAMEL DEMETRIO JUNIOR disse:

    Ah! Que saudade da época de Mindalgas,Caetano, Tidei, Caio Coube e Nelsinho Salmen, mas como ninguém vive de passado é isso aí….