CANHOTA 10

Panela de Pressão só em março

Houve reunião nesta quinta-feira, entre representantes da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Bauru e diretoria do Itabom/Bauru, quando ficou decidido que a Panela de Pressão, reformada, só estará apta para o Bauru Basket na Liga das Américas (em 16 de março). Foi em comum acordo, o presidente Joaquim Figueiredo falou em bom senso (leia a posição da diretoria logo abaixo).

Isso confirma a desconfiança do Canhota 10, que publicou alerta sobre a dificuldade de ficar pronto a tempo do jogo contra o Flamengo (dia 9 de fevereiro) em coluna do jornal BOM DIA na semana passada. E, nesta semana, lançou pergunta intrigante a respeito.

De qualquer forma, é lamentável que uma data tão esperada não tenha sido concretizada – houve até discurso de agradecimento no ginásio da Luso, que ficou lotado para o adeus em jogo contra a Liga Sorocabana, que normalmente teria menos público. E não deixa de ser um desfecho justo para os equívocos da Semel, que gosta de um oba-oba, de aparições públicas, mas ignora avisos da imprensa, dos esportistas, dos torcedores. Tudo aparenta estar bem – da mesma forma que o secretário Batata prega tranquilidade no assunto pista de atletismo dos Jogos Abertos, enquanto os dias galopam.

A seguir, a posição oficial do Bauru Basket, bastante lúcida e conciliadora, pois o momento é esse mesmo. O texto foi enviado pelo presidente Joaquim Figueiredo ao Rafael Antônio, do Jornada Esportiva, que o leu durante a transmissão da partida contra Joinville. Gentilmente, enviou também para o Canhota 10:

Hoje, nos reunimos com o Batata e Roger, definindo a data da ida para a Panela de Pressão somente para a Liga das Américas. Alguns motivos nos motivaram para essa decisão.

1)  Dentro daquilo que foi possível para a Semel, confesso que usaram e estão usando do maior empenho possível para entregarem o ginásio para o jogo contra o Flamengo, jogo este de grande importância para nós na tabela de classificação, bem como, com status de reinauguração. Nossa preocupação é que receberíamos o ginásio em cima da hora, por volta do dia 7, 8 e isso nos traria problemas com treinamento e adaptação ao ginásio (ponto negativo para nós).

2) Outro problema seriam os testes necessários em todos os equipamentos. Elétrica, placar, etc, etc.

3) Não sendo legal recebermos o ginásio nessas condições, mesmo pensamento por parte da prefeitura, que passou a ter enorme carinho pelo espaço, decidimos por esperar a Liga das Américas, evento que está aí e tem todo o glamour para comemorar a entrega do ginásio para Bauru e para  nós, é lógico.

4) Inaugurar contra Araraquara e Limeira, respeitando essas equipes e o trabalho que seus diretores fazem a sua frente, não é a mesma coisa…

Demonstro aqui a minha frustração, mas fica o sentimento que as coisas mais difíceis realmente são mais valorizadas. Teremos um ginásio à altura do campeonato que estamos realizando e continuar na Luso, para nós, ainda é motivo de muita satisfação.

Para a torcida, deixo aqui o meu recado e pedido de apoio. Vamos nos unir ainda mais para o esporte da cidade, vamos apoiar e colaborar com os Jogos Abertos, que com muita coragem será realizado por aqui. Sou testemunha que o esforço que está sendo feito para o sucesso deste evento é o mesmo que temos dedicado a nossa equipe.

Joaquim Pedro de Figueiredo Neto