CANHOTA 10

Os melhores do NBB 3

Recebi na quinta-feira (12/5) o convite para participar da votação dos melhores do Novo Basquete Brasil 3 e, de prima, enviei meus indicados.

O júri dos destaques do NBB 3, eleição promovida pela Liga Nacional de Basquete, é formado pelos técnicos e assistentes de todas as equipes, personalidades do basquete e membros da imprensa especializada (é aí que eu entro).

Agradeço o convite. Abaixo, os votos do Canhota 10, comentados:

Armador: LARRY TAYLOR (Itabom/Bauru)
O Alienígena não esteve na sua mais brilhante temporada, mas certamente na mais madura, em que se tornou mais solidário – até porque o time de Bauru, mais qualificado, passou a depender um pouco menos dele. E, como sempre, os amantes do basquete vibraram com suas jogadas mágicas. Larry protagonizou os dois lances mais bonitos do NBB 3: a rebodunk contra Franca e a enterrada-show no Jogo das Estrelas.

Ala: MARCELINHO (Flamengo)
Por mais marrento e intocável que seja, impossível deixar o camisa 4 rubro-negro de fora. Experiente, Marcelinho não se desconcentra da partida, não dá a mínima para provocações de torcedores e tem uma precisão impressionante em seus chutes. Mas espero que tenha consciência de sua importância para o basquete e deixe de protagonizar cenas lamentáveis – invariavelmente as confusões começam com chiliques dele.

Ala: SHAMELL (Pinheiros/Sky)
Outro norte-americano que oscila entre a eficiência e o estilo showman. Como Larry, às vezes peca em momentos decisivos, mas só erra quem tenta e eles não fogem de suas responsabilidades. “Brasileiríssimo”, o carismático ala também é admirado por outras torcidas e foi um dos grandes responsáveis pela grande campanha do Pinheiros.

Pivô: GIOVANNONI (Uniceub/BRB/Brasília)
O cara é completo. Bom reboteiros, exímio chutador e jogador que se impõe na quadra. Sua experência com a Seleção e no basquete europeu está evidente em seu comportamento durante uma partida. Quando torcedores sonham com um reforço de peso, é sempre um dos primeiros a ser lembrado.
Também votei em Giovannoni como MELHOR JOGADOR DA TEMPORADA

Pivô: DOUGLAS NUNES (Itabom/Bauru)
Tivesse menos de 21 anos, também mereceria o troféu de revelação – e confesso que não votei nele como ‘Jogador que mais evoluiu’ para não ser bauruense demais nos votos! Douglas personificou a alma guerreira do time e rapidamente passou de promessa a selecionável, como parte da crônica já requisita uma Amarelinha para ele. Seus chutes de três na hora certa foram fundamentais. Falta evoluir na defesa, como o próprio Guerrinha diagnosticou.

Sexto homem: BENITE (Vivo/Franca)
Revelação (sub-21): BENITE (Vivo/Franca)
Jogador que mais evoluiu: BENITE (Vivo/Franca)
O menino de Franca correspondeu às expectativas lançadas sobre ele antes do início do NBB 3. Rápido e habilidoso, fez 24 pontos na partida que eliminou o Flamengo nas semifinais. Até o final dessa fase, tinha boa média de 14,8 pontos por partida e aproveitamento de 53,4% em seus arremessos. Vai longe.

Melhor defensor: OLIVINHA (Pinheiros/Sky)
Nada mais justo do que o melhor reboteiro (8,61 por jogo). De quebra, é o segundo jogador mais eficiente do NBB 3 (dados até o fim das semifinais).

Técnico da temporada: GUERRINHA (Itabom/Bauru)
Parece um voto caseiro, mas não é. Aqui pedi ajuda ao meu amigo Oswaldo Thompson, expert no assunto, para encontrar o melhor critério. “Pegue um time inferior no papel que chegou longe”. Isto é, um treinador que explorou bastante o potencial de cada jogador. Aí, ficou fácil. O 12º elenco em orçamento terminou o campeonato em quinto.

Comentários

  1. Meus votos honestos,aliás é a primeira vez que posto aqui um comentário e até escuto falar do site aqui graças a Galera do Jornada Sportiva que as vezes fala do site aqui.
    Aqui vai
    Armador: Larry Taylor Alienígena(Itabom Bauru)
    Ala: vou de Marcelinho mesmo com o ser marrento dele,o cara levou o Flamengo a semifinal sozinho,já que o seu grupo não ajudou e o Flamengo sucumbiu
    Ala: Alex do Uniceub Brasília(o cara é fora de série) e com menção honrosa para Pilar que sempre quando entrou jogou muito bem o jogador do Itabom Bauru.
    De Pivôs eu sigo o relator do blog: Guilherme Giovanonni que joga muito e é raçudo e eu anos atrás achava que nada jogava e o Douglas Nunes do Itabom Bauru que jogou muito.
    Sexto jogador vou de Vitor Benite de Franca e com mensão honrosa para Teague do Flamengo que ao lado do Marcelinho foi ajudar o Flamengo de alguma forma.
    Melhor defensor aí não vou de número e sim de preferência e de gosto que é o Estevam do Itabom Uberlândia
    Treinador da temporada são três: Guerrinha do Itabom Bauru,Demétrius da Winner Limeira e Hélio Rubens de Franca(pois levar Franca aonde ninguém falava nada do time francando a um primeiro lugar de vantagem e conseguir ir pra final e até atropelando o Flamengo além daquele jeitão motivacional que todos conhecem o Hélio Rubens e foi lá e mais uma final para o basquete lá de Franca)!
    É isso
    abraço
    Igor
    meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e quem quiser seguir o blog no twitter é o @blogdoigor05 pra ver as atualizações e novidades,pra quem quiser seguir!!
    Parabéns pelo o trabalho!