CANHOTA 10

Obrigado, Larry (Guerrinha, Douglas, Fischer, Jeff…)

… Andrezão, Gaúcho, Luquinha, Gui, etc, etc, etc… Porque hoje Bauru ganhou um presente. Bauru ganhou um exemplo de amor ao esporte, respeito ao torcedor. Não economizaram uma gota de suor, nem de lágrima – Guerrinha se emocionou e emocionou a todos na coletiva. Esse time é um barato! Esse time não pode parar. O que se viu na Panela de Pressão nessa noite de domingo foi de arrepiar.

Pode chorar, Guerrinha. Cada lágrima vale uma gota de suor.

Torcida inflamada, empurrando os jogadores, presente em cada rebote, em cada chuá. Contar como foi o jogo, agora, é desnecessário (confira minha reportagem para o Basketeria). Prefiro relembrar os abraços de agradecimento que Larry recebeu no fim do jogo. Ele que foi para o sacrifício, venceu a dor, venceu o medo de errar e acertou o coração de cada um.

Que bom ver a evolução do Fischer, mero arremessador anos atrás, que hoje rouba bolas, pega rebote e até arma o time. Que bom ter um cara marrento como Douglas Nunes, que quando o bicho pega, chama o jogo para si, guarda uma bola de três atrás da outra. Que bom ver o Gui virar carrapato, incansável na defesa. Que bom ver o Jeff, mesmo mal fisicamente, dando o sangue (literalmente!, vide seu queixo) até o fim. Que bom, Itabom…

Enquanto a cúpula da política bauruense contava as horas para ganhar confete na reinauguração da Panela, Joaquim e Vitinho corriam atrás dos últimos detalhes. Ok, o poder público gastou dinheiro. Ótimo investimento, o fruto vem com sabor de vitória, Bauru ganhou visibilidade. Mas os louros vão todos para quem merece, cada guerreiro da Associação Bauru Basketball. Porque essa vitória começou em cada entrevista, cada cutucada cobrando a volta da Panela. E justificaram o pedido, enchendo o coração da comunidade basqueteira de alegria – e isso irá se multiplicar por toda a cidade, cada um vai contar a história do seu jeito, mas todas com o mesmo final: feliz.

Alienígena, monstro, o cara: Larry entra definitivamente para a história de Bauru

(O Itabom/Bauru venceu o Quimsa, da Argentina, por 89 a 83 e se classificou para a segunda fase da Liga das Américas)

Atualizado: Fischer teve uma séria luxação em um dos dedos da mão esquerdo, rompendo todos os ligamentos (previsão de seis semanas de recuperação). Também está fora do Interligas, junto com Jeff e Pilar. Talvez Larry vá, se puder jogar e tratar o joelho ao mesmo tempo.

Comentários

  1. André Luiz Pinto disse:

    Algumas sensações somente o esporte pode proporcionar! E ontem, eu e minha esposa saímos profundamente felizes, por sentir que este time faz parte da nossa família! Já sentimos derrotas sofridas na última cesta, já “odiamos” jogadores insuportáveis e hoje saboreamos está vitória sensacional contra um time imponente, do quinteto do QUIMSA eu gostaria de contar com qualquer jogador na nossa equipe! Valeu Bauru!!!

  2. Mauro Rodrigues disse:

    O que falar desses guerreiros, mostrou que esse time pode ir longe, basta colocar o caração na mão e acertar sextas de 3. Eu fui o um dos que mais criticou esse time, alguns jogadores em alguns jogos do paulista e do nbb, mas no interligas mostrou raça força e vontade, coisa que não via a muito tempo. PARABÉNS BAURU BASKET e Parabéns ao Guerrinha, que sempre acreditou nesse time e a cidade sempre acreditou nele.