CANHOTA 10

Jeff Agba fora de Bauru

Três por um: sai o norte-americano, chegam três novos pivôs

Pronto. É definitivo, conforme publicou o BOM DIA em seu portal (reportagem de Gustavo Longo). A diretoria do Bauru Basket não estava blefando quando disse que não pagaria um centavo a mais, ao mesmo tempo em que os agentes de Jef Agba também não arredaram o pé. E Guerrinha, recém-chegado da China, deve ter fiado sua informação no otimismo, ao me dizer que a renovação com o pivô norte-americano estava encaminhada.

Por outro lado, a informação que ele passou em primeira mão ao Canhota 10, durante a festa de premiação do NBB, procedeu: o pivô André, ex-Assis, foi contratado. Com ele veio o também pivô Mosso.

Por fim, outra novidade esperada, pelo entusiasmo com que o treinador comentava de sua estatura (2,12m) nos e-mails enviados da China: Alex Passilongo, ex-Vitória, fechou.

Assim, são três novos pivôs que, juntos, não chegam ao salário de Jeff Agba, que sobrecarregava as finanças do Itabom/Bauru. A torcida pode lamentar, mas não criticar, pois a grana está curta e um novo copatrocinador master ainda não chegou. Por outro lado, com o exemplo de Douglas Nunes, principalmente, é de se esperar que Guerrinha desenvolva o potencial desses atletas que estão chegando.

Resumindo, o garrafão de Bauru foi renovado: saem Renato, Ricardo e Jeff Agba e chegam André, Mosso e Alex. Boto fé em Alex, que em um elenco muito mais encorpado que o de Vitória, deverá render mais.

Publicaria os números desses três jogadores no NBB3, mas no exato momento em que escrevo, o site da Liga Nacional de Basquete está, aparentemente, sendo vítima de hackers, com uma bolinha de futebol pingando na tela…

Segundo a reportagem, falta um ala para fechar o elenco – que só virá quando mais grana chegar. E como havia o sonho de um brasileiro renomado, mas todos os nomes de peso já estão acertados com seus clubes, Guerrinha vai atrás de um estrangeiro, até porque o treinador reclamou do “mercado inflacionado” internamente. Daniel Zilmer, o Gaúcho, estava nos planos, mas foi descartado por motivos financeiros.

Análise do Canhota 10: Jeff Agba é bom pivô, não à toa foi um dos três melhores de sua posição no NBB3. Mas está longe de ser craque, indispensável. Um amigo meu o apelidou de “mão de alface”, pela forma afoita como recebia algum passe mais difícil, sobretudo os de Larry. Segundo o próprio Guerrinha, ele tinha que melhorar sua postura defensiva, rotacionar melhor. Por outro lado, tem um jump excelente, dificilmente erra um arremesso do perímetro. Vai fazer falta? Só saberemos a partir da resposta dos três reforços em quadra.

A minha impressão é a de que, para o Campeonato Paulista, o time vai ralar com o que tem e ganhar tempo para melhorar o aporte financeiro para, aí sim, chegar mais forte no NBB.

Comentários

  1. Guerrinha disse:

    Caro Amigo Fernando e Torcida,

    Estive olhando as matérias publicadas no seu site,parabéns pelo site e pelo conteudo,muito bom gosto e qualidade.
    Qto a manchete -Trocar 3 por 1,nao seria essa a melhor colocao para a saida do jeff e chegada dos 3 jogadores,vamos analisar a situacao da equipe:

    Sairam 5 jogadores: Alex,Jeff,Renato,esses nao quiseram ficar na equipe para ganhar mais dinheiro em outra equipe mesmo alguns derespeitando seus contratos( Alex e Renato),pensaram neles e nao foram profissionais em nao respeitar os contratos…lembrando que os dois ja estiveram parados por mais de 7 meses e o clube pagando ….mas ponto final e resolvido….
    O Jeff tinha a opcao de nao renovar ou nao e a equipe com ele tb, ele preferiu ganhar mais em outra equipe,normal essa situacao.
    O Ricardo achamos melhor libera-lo em funação de nao ter tido um rendimento do que esperavamos pricipalemnte do meio da temporada para frente
    A situacao do Castellon, demos prefrencia em dar mais espaço para o Guilherme que chegou no final da temporada dividindo espaço entre eles.
    Sendo assim, ficamos com 7 jogadores para iniciar a temporada e nao teriamos numero para dar treino:
    Contratamos o Alex Pivo no lugar do Renato,para o revezamento com o pivo 5,que inicialmente será o Douglas.
    O Andre no lugar do Ricardo mais novo e com potencial para o revezamento.
    Ficamos com a opcao de iniciar a temporada,ou de ficar com um ala brasileiro(Gaucho que nao deu certo pela parte finaceira) e trazer um pivo americano que ja tinhamos o nome mas com o nao acerto com o Gaucho tivemos que inverter,fomos para um pivo brasileiro,Mosso,que encaixava na nossa REALIDADE finaceira,e com qualidade para a equipe,assim fechando 10 jogadores opara iniciar a temporada,agora vamos atras de um ala estrangeiro, se conseguirmos um aporte finaceiro,pois no mercado nao temos condicoes de competir com as outras equipe em termos de orcamento.
    Temos uma REALIDADE de oraçamento,e dentro dela montamos a equipe da melhor forma possivel para ser competitivo.
    Logico que queriamos ter o orcamento de Franca ( 4 anos de contrato com a Vivo),Pinheiros,Sao Jose,Limeira….. ginasio em condicoes de atender todas as expectativas,tanto da equipe como da torcida…mas hoje temos nossas limitacoes mas brigamos com as equipes grandes em orcamento e estrutura,fomos o 5o colocado do NBB com 12o orcamento.
    Espero ter esclarecido o outro lado para voces que amam o Basketball de Buru como nós.
    Com certeza nao seremos o plantel com o maior investiemnto finaceiro mais uma vez,mas SEREMOS A EQUIPE QUE MAIS INVESTIU NO ESPIRITO GUERREIRO,PESSOAS QUE QUEREM DE VERDADE JOGAREM JUNTOS COM A NOSSA TORCIDA,SÓ ESTÁ EM BAURU QUEM QUER E TEM VONTADE DE DEFENDER A NOSSA EQUIPE COMA MESMA DEDICACAO QUE A NOSSA TORCIDA DEMOSNTRA A CADA JOGO.
    Na minha opiniao essa é a QUIMICA que temos de diferente dos demais.
    Saudações Basketbolisticas
    Guerrinha