CANHOTA 10

Itabom/Bauru perde jogo-chave para o Paulistano

Alex arremessa marcado por Larry: ex-guerreiro mostrou serviço contra os colegas

Já foi o tempo em que viajar para São Paulo era garantia de trazer vitória do tradicional clube da capital. O Paulistano, que já bateu Uberlândia, Brasília e Flamengo em casa – mas perdeu para Limeira e Tijuca… -, venceu o Itabom/Bauru por 78 a 63. Menos mal que a diferença foi menor do que a da vitória imposta pelos guerreiros no turno (96 a 73). Assim, num provável empate entre as duas equipes, Bauru leva vantagem no confronto direto. E a campanha dos dois times, hoje, é idêntica: 13 vitórias em 20 jogos.

O ala Alex foi um dos destaques do jogo, com 16 pontos e 9 rebotes. Pedro converteu cinco bolas de três pontos e também desequilibrou. Larry, mais uma vez, fez sua parte, com 19 pontos, 9 rebotes e 5 assistências.

O próximo confronto, dia 25, será contra Uberlândia, que só perdeu uma vez em casa… A esperança é que Pilar, Douglas, Gui e Jeff Agba, todos baleados, tenham condições de jogo. Do contrário, pode colocar mais uma derrota na conta…

A seguir, algumas declarações pós-jogo, coletadas pelo repórter Chico José, do Jornada Esportiva:

“Estávamos determinados a vencer o jogo. Devo minha boa atuação aos meus companheiros. Fiquei feliz de encontrar meus amigos. É um jogo diferente, eu me exigi bastante para dar um pouco mais. Tem um cantinho no meu coração guardado para Bauru”, disse ALEX, agora camisa 10 do Paulistano.

“Pecamos na defesa o momento em que eles pressionaram”, concluiu o ala GUI, que também falou do problema na coxa, o que comprometeu sua semana de treinos e o deixou sem o ritmo ideal para o jogo.

“O Paulistano está num momento melhor do que a gente. Em casa a gente se supera, a torcida é muito importante, mas fora de casa o adversário também cresce. Nosso problema hoje foi no ataque e virou presa fácil sem o Douglas, contundido, e com o Jeff atuando no sacrifício. Nós administramos os problemas, mas a diferença no confronto direto foi o ponto positivo. Vamos torcer para que a contusão do Douglas não seja forte. Ainda estamos no grupo dos seis primeiros e temos que administrar essa boa colocação para chegar bem nos playoffs”, avaliou o treinador bauruense, GUERRINHA.

“A cobrança da torcida e da imprensa nos ajuda, mas às vezes os jogadores, por estarem em formação, sentem. E eles têm limitações. Só craque como o Larry não oscila”, concluiu o técnico dos guerreiros.

EM TEMPO: existe a possibilidade de Larry Taylor fazer a prova na Polícia Federal (mais uma etapa do processo de naturalização) na semana que vem. Que talvez seja aplicada mesmo em Bauru. Quem acompanha os trâmites pessoalmente é o presidente do Itabom/Bauru, Joaquim Figueiredo. Como tem carnaval semana que vem, depois o time viaja para Uberlândia, melhor é aguardar… e torcer!

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.