CANHOTA 10

Itabom/Bauru encara reta final do NBB para fugir de Franca nas oitavas

A conta é simples. A maioria das classificações de 5° a 12° colocado já estão definidas. O Bauru Basket, que tem três jogos a cumprir (Liga Sorocabana, Minas e Brasília), pode terminar em 6° ou 7°.

Por que não briga mais pela 5ª posição? Porque no máximo alcançaria as mesmas 18 vitórias do Uberlândia, mas perde para os mineiros no confronto direto. Com 15 vitórias, o objetivo dos guerreiros é ultrapassar o Paulistano, que tem 17 — após bela vitória sobre o então líder Pinheiros em seu último jogo na fase de classificação. Se Bauru vencer dois de seus três jogos, confirma a 6ª posição, pois supera o Paulistano no confronto direto, pelo saldo de cestas dos dois confrontos.

Veja o que já está definido:

5° Uberlândia
6° (Bauru ou Paulistano)
7° (Bauru ou Paulistano)
8° Joinville
9° Limeira
10° Franca
11° Liga Sorocabana
12° (Minas ou Tijuca)

Se Bauru vencer o Minas, Tijuca fica com a última vaga, pois supera o time de Belo Horizonte no critério de desempate. Confrontos já definidos nas oitavas:

Uberlândia x (Minas ou Tijuca)
Joinville x Limeira

Quem ficar em 6° pega a Liga Sorocabana. Quem ficar em 7° pega… Franca! Portanto, ninguém quer encarar o atual vice-campeão brasileiro, quem vem num momento ascendente depois do mau início, logo de cara. Então, o Itabom/Bauru tem que iniciar essa “fuga” nesta noite, na difícil tarefa de superar os sorocabanos em casa, depois de uma maratona de jogos fora do país. Tomara que o maior ritmo de jogo e a experiência quem veio na bagagem ajudem.