CANHOTA 10

Guerrinha cobra atitude; time terá boa sequência de testes

Jeff Agba engatilha arremesso na vitória sobre o Palmeiras. Foto de Cristiani Simão/Jornada Esportiva

Jogo fácil, contra o lanterna, expectativa de show e placar centenário. Não rolou o lanche da galera, mas o Bauru Basket realmente bateu o Palmeiras ontem (23/8) sem fazer força (98 a 76). Entretanto, ficou devendo na avaliação do técnico Guerrinha, que deu nome aos bois. “Não gostei do time, principalmente de jogadores que poderiam aproveitar o jogo, caso do Renato, Thyaguinho [Aleo], Eddy. Achei muito sem expressão”, disse ao repórter Wagner Teodoro, do Jornal da Cidade.

Os jogadores reservas terão nova oportunidade de melhorar seu desempenho na Copa EPTV, torneio amistoso que será disputado a partir de hoje, com direito a intercâmbio: o time norte-americano Wofford Terries (universitário) é o adversário na estreia. “Estes jogos são para os jogadores mais novos ganharem. Em jogo que vamos estar disputando vaga, esse jogadores não jogam. Têm que entender que jogos como esse são para dar ritmo e aproveitar”, avisou Guerrinha, que foi além, lamentando que todo o trabalho da comissão técnica de pesquisa e orientação não é totalmente assimilado. “O cara não entende e vai perdendo espaço”.

Se talvez não tenha sido o melhor momento de lavar a roupa suja, expor os atletas – ainda em início de trabalho -, por outro lado eles deverão correr dobrado para não decepcionarem o treinador de novo. O fato lembra muito a época em que Gaúcho atuava no Bauru, em 2008. Com o perdão da palavra, Guerrinha dava sonoros esporros no ala durante os pedidos de tempo. “Aqui não é NBA!”, cansava de repetir ao disperso jogador.

Portanto, que os bois nomeados (Thyago Aleo, Renato e Eddy) aproveitem a Copa EPTV para mostrar serviço, pois o time realmente precisa de um banco forte para revezar e aguentar as pauleiras que se anunciam na temporada.

Atualizado em 26/8: deve ter repercutido mal a declaração de Guerrinha, que ao comentar a vitória na estreia da Copa EPTV, sobre o norte-americano Terries, elogiou Thyago e Renato com bastante ênfase.