CANHOTA 10

Fantástico, guerreiros!

Vitória histórica em Franca recupera confiança do Bauru Basket, que tem maratona de desafios em dezembro

Douglas Nunes, no jogo da quarta-feira: Pedrocão calado no dia seguinte. Foto de Cristiani Simão/Jornada Esportiva

Ok, estou atrasado. A vitória foi na noite de ontem (1/12) e já estamos na hora do almoço. Mas somente neste intervalo para eu dar conta da correria. O leitor não tem nada com isso, já leu aqui e ali sobre a vitória, mas não poderia deixar de registrar.

Fantástico, emocionante, heroico. Use os adjetivos que quiser. São vitórias assim (82 a 78 sobre Franca, empatando o playoff das quartas de final em 1 a 1) que levantam um grupo. Guerrinha, entretanto, alertou após a partida que os jogadores já mostraram que sabem se superar nas dificuldades, mas que precisam aprender a não relaxar quando estão vencendo.

Como é de costume neste espaço, registro algumas falas de Guerrinha ao microfone do Jornada Esportiva, após o jogo. A melhor revelação de ontem é que o presidente do Itabom/Bauru, Pedro Poli, realizou churrasco após a derrota para o Minas, para motivar o grupo. Foi como um pai, segundo Guerrinha. Lançou mão de todo o seu know-how de líder para resgatar um grupo que vinha de quatro derrotas seguidas – e teria pela frente um playoff cascudo, contra Franca.

Com Larry Taylor bem fisicamente, a história é diferente. O Alienígena fez 23 pontos e pegou sete rebotes. Ele ainda não está 100%, mas o diferencial é que as dores acabaram. Assim, teve mais confiança em quadra. E fez a diferença, sobretudo, nos lances de três pontos (acertou quatro). Fischer, o especialista, anotou apenas um desse arremesso, mas na hora certa – além disso, ficou praticamente o jogo todo em quadra e deu cinco assistências. Jeff, com 18 pontos e sete rebotes, foi bem. Gui tem ganhado espaço, colaborado na formação defensiva. E Douglas Nunes fez duplo-duplo (15 pontos, 11 rebotes).

Antes de lutar para fechar o playoff em casa (jogos dias 7 e 8 de dezembro, às 20h, na Luso), o Itabom/Bauru brinda a torcida com um grande duelo: contra o Flamengo, pelo NBB. Se vencer esse jogo, ninguém segura os guerreiros no meio da semana. Mas, repito, Guerrinha alertou sobre a displicência do time exatamente nos momentos de confiança, por começarem a se achar autosuficientes, experientes, donos da situação. Alerta dado, é hora de curtir o bom momento e valorizar a garra desse time, ainda mais após outra revelação importante do treinador – sempre ao microfone do Jornada: o presidente Pedro Poli assumiu questões trabalhistas envolvendo o pivô Brasília e o armador Leandrinho. O treinador, ao contar esse episódio, falou em tom magoado.

Foto na homepage: Levi Fanan/Franca Basquete

Comentários

  1. Kelly disse:

    Vitória sensacional. Parabéns Guerreiros, agora é em casa, e pode ter ctz que a Fúria estará-la, dando todo o apoio necess´rio para que possamos fechar a série em 3 x 1 em casa.