CANHOTA 10

Estreia do Itabom/Bauru na semifinal da Liga das Américas: para apagar da memória?

Não! É para ver o VT do jogo, decorar todos os erros e não repeti-los mais. O Bauru Basket esteve irreconhecível em sua estreia na fase semifinal da Liga das Américas. Anotar apenas 38 pontos em uma partida (derrota por 74 a 38 para o Obras Sanitarias, da Argentina) é muito, muito, muito, muiiiiito pouco!

Gaúcho zerou, Gui zerou, nenhum jogador pontuou em dois dígitos! O Obras jogou um arroz com feijão bem-feito, só no passe picado para finalização no garrafão, além de ser mais eficiente no conta-ataque, o que deveria ser a arma bauruense. E os argentinos se deram ao luxo de colocar os reservas em quadra no último quarto.

Hora de sacudir a poeira, resgatar o espírito raçudo do time e voltar a jogar bem, assim como ocorreu recentemente no Interligas, quando a estreia foi muito ruim e depois o time se encontrou. E se reencontrou exatamente contra o Obras, na casa do Obras, sem Larry e Jeff… Isto é, o time pode muito, muito, muito, muiiiito mais!

Registro do técnico Guerrinha, via assessoria de comunicação: “Sentimos muito o jogo físico do time do Obras. Nós estamos lutando contra uma série de dificuldades e hoje ficou claro a falta de ritmo do Larry e Jeff que vinham de contusão. Apesar da derrota, iremos trabalhar muito para a partida de amanhã. Nós ainda temos chances de classificação e iremos buscar isso.”

Vale o intercâmbio, vale aprender com os erros, vale dizer que o time é inexperiente e que está baleado. Mas 38 pontos é muito pouco! Vocês podem mais, guerreiros.