CANHOTA 10

Bauru x Brasília, jogo 3

Terminou a temporada 2011/2012 para o Itabom/Bauru. Mais uma vez nas quartas-de-final do NBB. Brasília fechou a série em 3 a 0 (venceu por 99 a 91), é mesmo um time muito superior e que caminha com boas chances para o tricampeonato. Ponto negativo para o destempero de Jeff Agba, o que de alguma forma arranha a imagem do time, pois o Sportv especulou bastante, durante a transmissão, sobre os exageros do pivô nas disputas de bola.

Haverá tempo de sobra para analisar a temporada, agora é momento de esperar a poeira baixar. Foi um período fantástico cobrindo esse time que é um barato, de muito carisma e garra dentro e fora da quadra. De quebra, o Canhota 10 ganhou mais evidência no mundo basqueteiro, como correspondente do Basketeria, o maior portal da modalidade na América Latina.
Confira a crônica do jogo que escrevi para o Basketeria!

Agora é o momento de torcer para a diretoria anunciar um novo patrocinador master e investir em contratações de peso. Até porque, conforme Guerrinha revelou ao Jornada Esportiva, Larry Taylor condicionou sua permanência à montagem de um  elenco competitivo – o Alienígena já aceitou bases salariais e irá assinar um pré-contrato.

Pelo que disse o treinador, é desejo permanecer, além de Larry, com Fischer, Jeff, Pilar, Andrezão e Luquinha – Gui já tem contrato. Mosso tem chances, agradou Guerrinha na reta final, e os demais serão avaliados. Mas é certo que Douglas Nunes não fica mais.

Com o tempo, vão pintando os nomes, as especulações, as novidades. Continue acompanhando o Canhota 10 – e obrigado pelo prestígio nessa temporada!

Comentários

  1. Não sou Bauruense,mas a notícia do Larry Taylor foi sensacional,até vibrei aqui e eu tava até perto da galera do Jornada na hora da notícia hahahahahahaha
    Mas sobre o jogo,é Uniceub Brasília na semi e vida que segue pra Bauru!!
    Abraço Fernando!!
    Igor
    meu blog: http://igoresportes.blogspot.com.br/ e no twitter @blogdoigor05

  2. JR disse:

    Acredito que o Larry saia do time, já que o Shammel do Pinheiros é muito amigo dele e também o Larry é apaixonado pelo RJ. O Larry é um jogador nato e merece estar em um time de ponta como: Brasilia, Flamengo, Pinheiros (já recebeu propostas) não desmerecendo ao meu time de Bauru que curto tanto, mas precisamos de jogadores competitivos com o nível técnico e raça igual a Larry Taylor e a diretoria do Bauru não tem esse cacife. Acho dificil o Larry continuar, agora Brasileiro e jogando na seleção do Magnano a visibilidade dele irá expandir.