CANHOTA 10

Acredita, guerreiro!

Não há tempo para ficar frustrado com derrota para Franca no jogo 4; nesta sexta, tem partida decisiva

Larry não foi brilhante como na véspera. Como Guerrinha havia avisado em entrevista à 94FM, ele é humano. Foto minha mesmo.

Direto da Luso

Refleti muito antes de começar este texto. Tomado pela frustração, temia usar tom melancólico após a derrota para Franca (75 a 76) no quarto jogo dos playoffs das quartas de final do Campeonato Paulista. Tudo levava a crer que o Itabom/Bauru fecharia a série. Ginásio cheio, time jogando bem. Mas, um detalhe aqui, outro ali, e os visitantes forçaram o quinto jogo, em casa. Vai ser difícil, porém, chamar de tarefa impossível, com o que esse time vem jogando seria uma grande blasfêmia.

Na noite desta quarta (8/12), Jeff foi um monstro. Foi soberano no garrafão, com seus 23 pontos e dez rebotes. Mas a grande notícia é a atuação de Thyago Aleo, em franca evolução, sobretudo por ser em partidas decisivas. Quando errou um passe, atravessou a quadra para recuperar a bola; deu quatro assistências; guardou uma bela bola de três. Pelo twitter, respondeu a meu elogio. “Vou melhorar cada dia mais”, avisou, antes de emendar: “Amanhã é ir com tudo!”.

Guerrinha reclamou dos critérios da arbitragem, passiva aos agarrões dos francanos. Faz parte, ainda mais para lançar certa pressão para a arbitragem na partida decisiva. Afinal, o experiente treinador sabe que leite derramado não volta – e muitos outros fatores explicam a derrota bauruense.

O que mais chamou minha atenção foi o tempo de posse de bola. Bauru, com bastante frequência, explora quase todos os 24 segundos. No aperto do cronômetro, nem sempre chuta nas melhores condições. Faltou mais rotação, segundo meu amigo/consultor Oswaldo Thompson.

E, novamente, o time cansou no último quarto. Ok, Franca também vem no mesmo ritmo alucinante de partidas – disputou a Sul-Americana. Mas tem mais banco para revezar.

Enfim, bola pra frente, foi daqueles jogos sem vilão. O time correu muito. E pode ganhar, como já provou. Acredita, Bauru!

Atualizado: não poderia deixar de citar o soberbo segundo quarto do time bauruense: tirou oito pontos de diferença e abriu seis (fechou período em 26 a 12). Um show de basquete, finalizado com uma linda cesta de três de Douglas ao zerar do cronômetro.

Foto na homepage: Renato de Faria/Franca Basquete

Comentários

  1. Kelly disse:

    É isso… Bauru jogou muito, muito, muito… ontem foi um jogo brilhante excepcional, Thyaguinho…o que ta jogando esse garoto é brincadeira. Jeff um monstro, ontem faltou um pouco da genialidade do Larry, mas como cobrar qqer coisa dele que ganhou inumeras partidas a nosso favor?! O importante é não deixar se abater, temos mais um duelo, daqueles de tirar sangue da bola, mas tenho certeza que nossos guerreiros, serão guerreiros até o fim, e independente de ganharmos ou não, sempre, sempre estaremos com eles.

    Kelly – Torcida Fúria.